sexta, 19 de abril de 2024

Mais de 2,4 milhões compareceram ao primeiro dia do Enem 2022

Números conclusivos ainda dependem da apuração definitiva do consórcio aplicador. Exame segue no próximo domingo (20)

 

Da redação

 

De acordo com a Assessoria de Comunicação Social do Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), ao todo, 2.490.880 participantes compareceram ao primeiro dia do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2022 neste domingo, 13 de novembro. Em Ourinhos era esperados na UNIFIO 1620 alunos para a realização das provas.

 

Ourinhenses realizaram suas provas na UNIFIO

 

O número corresponde a 73,3% dos cerca de 3,4 milhões de inscritos nas duas versões (impressa e digital). Entre os presentes, 2.458.504 realizaram as provas em papel, e 32.376, em computador. Os dados são preliminares, tendo em vista que os números conclusivos dependem da apuração definitiva do consórcio aplicador.

Em 2021, 74% dos inscritos compareceram ao primeiro dia de prova. Em 2020, o Enem registrou a maior abstenção de sua história: 51,5% dos inscritos não fizeram a prova.

Os participantes realizaram provas de linguagens, códigos e suas tecnologias, ciências humanas e suas tecnologias, além da redação, com o tema “Desafios para a valorização de comunidades e povos tradicionais no Brasil”. O exame continuará no próximo domingo, 20 de novembro, quando será a vez de resolver itens de ciências da natureza e suas tecnologias, e matemática e suas tecnologias. O Inep divulgará os gabaritos até o dia 23 deste mês, conforme previsto em edital.

 

ENEM – O Exame Nacional do Ensino Médio avalia o desempenho escolar dos estudantes ao término da educação básica. Ao longo de mais de duas décadas de existência, tornou-se uma das principais portas de entrada para a educação superior no Brasil, por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e de iniciativas como o Programa Universidade para Todos (ProUni), ambas ações do Ministério da Educação (MEC).

Instituições de ensino públicas e privadas utilizam o Enem para selecionar estudantes. Os resultados são usados como critério único ou complementar dos processos seletivos, além de servirem de parâmetros para acesso a auxílios governamentais, como o proporcionado pelo Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

Os resultados individuais do Enem também podem ser usados nos processos seletivos de instituições portuguesas que possuem convênio com o Inep para aceitarem as notas do exame. Os acordos garantem acesso facilitado às notas dos estudantes brasileiros interessados em cursar a educação superior em Portugal.

© 1990 - 2023 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.