domingo, 19 de maio de 2024

Mostra Sérgio Nunes oferecerá 10 espetáculos, 2 oficinas teatrais e uma leitura dramática

Da redação

Dia 30 de abril, será aberta a 7ª Mostra Sérgio Nunes de Artes Cênicas, que se dividirá, pelo segundo ano consecutivo, em mostra competitiva e mostra com espetáculos convidados. Ao todo, serão dez apresentações, oito delas com entrada gratuita.

A Secretaria Municipal de Cultura, responsável pela organização do evento, programou ainda duas oficinas teatrais, um leitura de texto e o Circuito Sesc de Artes para o dia 1o de Maio, segundo dia da Mostra e Dia do Trabalho.

O primeiro dia da mostra será dedicado à montagem Ópera dos Malandros, com alunos do Curso Municipal de Teatro. O texto é uma adaptação do musical A Ópera do Malandro, de Chico Buarque. É o único espetáculo que não tem entrada gratuita, mas os preços são populares: apenas R$ 6 (meia entrada a R$ 3 para estudantes, idosos e professores da rede pública). 

Os convites estarão disponíveis no Teatro Municipal a partir do dia 27. O espetáculo terá início às 20h30. Essa peça será reapresentada dia 6, quarta-feira.

Na sexta, dia 1º de maio, terá início a mostra competitiva, com a montagem Os Fabulosos, da cidade de Maricá (RJ), que trata-se de uma grande homenagem ao circo brasileiro. O espetáculo acontece às 16h, no Teatro Municipal Miguel Cury. 

A peça está entre as 5 selecionadas dentre 50 inscritas na Mostra.  No sábado, dose dupla de espetáculos. Às 16h, no Teatro Municipal, a Companhia Melodramática do Rio de Janeiro apresenta Um Heroi Fanfarrão e Sua Mãe Bem Valente, inspirada num conto tradicional finlandês. 

E às 20h30, no Espaço Praça das Artes da Casa dos Ingleses (Av. Rodrigues Alves 170), a Companhia de 2, de São José do Rio Preto (SP), apresenta Nau dos Desterrados, espetáculo com background histórico sobre três piratas exilados que, após um longo período à deriva, chegam à América. 

No domingo, dia 3, serão também dois espetáculos. Às 17h, na Praça das Artes, será apresentado Sábias do Sertão, com a Companhia Cênica de São José do Rio Preto. O espetáculo conta a vida de Cascatinha & Inhana, primeira dupla sertaneja formada por marido e mulher, que reverenciava a cultura de raiz. 

Após, às 20h, no Teatro, acontece Sala, Quarto, Cozinha e Outros Lugares Menos Cômodos da Companhia Teatro Porão (Rio de Janeiro). A peça conta a vida de seis diferentes personagens, todas interpretadas pela mesma atriz.

PREMIAÇÃO – Nessa mesma noite de domingo, às 21h, acontece a solenidade de premiação, quando serão conhecidos os vencedores da Mostra nas categorias apreciação popular, atriz, ator, ator coadjuvante, atriz coadjuvante, direção, cenário, figurino, sonoplastia, além do grande prêmio da noite, o Troféu Sérgio Nunes, concedido ao espetáculo vencedor, que levará  também o prêmio de 4.000 reais.

A categoria apreciação popular será decidida pelo público. A cada dia os espectadores poderão retirar, antes do espetáculo, um formulário para atribuir nota. O espetáculo que tiver a maior nota será premiado.

OFICINAS  – No sábado e domingo, dias 2 e 3, acontecem duas oficinas teatrais: Dramaturgia em Gestalt, com Márcio Pimentel, no sábado, das 9h às 13h; e Introdução à Improvisação Teatral, com Ernani Sanches, no domingo, das 9h às 13h. As inscrições podem ser feitas na Secretaria Municipal de Cultura, av. Rodrigues Alves, 170, fone 3302-3344.

Na segunda, dia 4, terá início a mostra de peças convidadas. Serão três espetáculos, além da reapresentação da Ópera dos Malandros, na quarta-feira, dia 6, às 20h30, e da Leitura do texto de Ariano Suassuna, Uma Mulher Vestida de Sol, na terça-feira, dia 5, às 14h30.

PEÇAS CONVIDADAS  – O primeiro deles, na segunda, dia 4, às 20h30, é Mundomudo, da Companhia Azul Celeste, de São José do Rio Preto. O espetáculo tem a proposta de investigar a relação entre velho e novo por meio dos valores difundidos na sociedade contemporânea, de fazer uma reflexão sobre tudo o que aprendemos como valor, crença, cultura.

Na quinta, dia 7, às 20h30,o grupo Parlapatões & Satyros apresenta Eu Cão Eu, espetáculo que relata um dia qualquer do cotidiano de um homem, até então comum, que está insatisfeito com sua vida e passa a admirar um vira-latas e sua liberdade de andar tranquilamente pelas ruas. 

Por fim, na sexta, dia 8, encerrando a sétima edição da Mostra Sérgio Nunes, a Companhia de Teatro Vermelho, de Presidente Prudente, apresenta, a partir das 20h30, o espetáculo Amoré, que conta a história de Lino, sujeito que está sempre viajando, que conhece Cora que vive sozinha. 

Suas diferenças pessoais desconstroem e constroem as relações, trazendo à tona o humano que há neles, um encontro poético e estúpido.

A 7ª Mostra Sérgio Nunes de Artes Cênicas é uma realização da Prefeitura Municipal de Ourinhos, através da Secretaria Municipal de Cultura, em parceria com o Circuito Cultural Paulista, PROAC, Projeto Ademar Guerra e SESC.

A Mostra conta ainda com apoio cultural do restaurante Oliva Bistrô. Para mais informações, ligue 3302 3344 e acompanhe a página da Mostra no facebook.com/culturaourinhos ou no site 

© 1990 - 2023 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.