sexta, 01 de março de 2024

Nova mesa diretora da Câmara de Vereadores assume em primeiro de janeiro

Letícia Azevedo

Na noite da segunda (17), após a sessão da Câmara, os vereadores elegeram nova mesa diretora para o biênio 2019 – 2020. Foram eleitos como novo presidente Alexandre Florêncio Dias “Enfermeiro Alexandre” (PSD), vice-presidente Cícero de Aquino “Cícero Investigador” (PRB), 1º Secretário Caio Lima (PSC) e 2ª Secretário Carlos Alberto Costa Prado “Carlinhos do Sindicato” (PSB). A chapa única foi eleita por unanimidade em votação aberta.

Enfermeiro Alexandre, que está em seu segundo mandato consecutivo, fala de suas expectativas para os próximos dois anos “(…) A minha expectativa é muito grande, é uma nova etapa da minha vida, tive um problema muito sério de saúde em 2018, e acredito que graças a pessoas muito competentes e amizades de uma vida toda, foi possível superar esse problema e me foi dada uma nova chance. E agora a questão de me tornar com meus amigos da mesa diretora, o presidente da câmara, é um novo desafio que Deus me deu, uma nova etapa, um novo capítulo que vou escrever na minha história e conto com minha família, meus amigos, com todos que me ajudam, que me cercam, e tenho certeza que se eles estiverem próximos de mim eu não vou decepcionar ninguém, principalmente a nossa população, que foi quem me trouxe até aqui como vereador e é a eles que devo toda satisfação e tenho certeza que terão muito orgulho desta nova etapa da minha vida como Presidente da Câmara Municipal de Ourinhos”.

UNANIMIDADE – O novo Presidente da Câmara teve 100% dos votos dos integrantes do Poder Legislativo, ou seja, os 15 vereadores que integram a Câmara Municipal votaram nele. Em regime de votação aberta, ao pronunciarem os seus votos, Alexandre recebeu elogios, inclusive da oposição, encabeçada pelo vereador Vadinho e Flavinho do Açougue.

Segundo Alexandre, sua tamanha popularidade se dá devido ao respeito, fruto do bom relacionamento cultivado em sua trajetória. “Eu estou a seis anos integrando o Poder Legislativo, e nunca faltei com respeito com nenhum dos senhores vereadores, nem os que estão hoje e nem os que passaram por aqui. Sempre respeitei as pessoas, e isso vem de família e eu agradeço aos meus pais e a minha tia que me criou como se fosse um filho” – relatou o vereador.

OPOSIÇÃO – O novo presidente afirma não gostar do termo “oposição”, e que não tem um “lado” em relação à Administração Pública, tem sim um relacionamento extremamente objetivo com o Prefeito Lucas Pocay “(…) O Prefeito Lucas sempre me recebeu, e sempre fomos objetivos nas questões que envolvem o município. Tenho certeza que ele continuará a nos receber de braços abertos e de forma democrática. O que nós esperamos é que ele nos atenda, pois nos atendendo de uma maneira em geral, estará atendendo também a população, pois nada mais somos que representantes dos munícipes. Eu acho injusto nós do Poder Legislativo ficarmos apontando problemas e não trazer junto uma solução. Pra mim é vergonhoso, pois somos um instrumento para ajudar na Gestão Pública e não apenas um instrumento de críticas. Aquilo em que eu tenho conhecimento, principalmente nas áreas da saúde, que é onde eu tenho maior experiência, eu vou com certeza apontar o problema já com uma solução em mãos, como sempre fiz”.

FALTA D’ÁGUA – Atualmente um dos maiores problemas que Ourinhos enfrenta é a falta d’água. Diversos bairros estão sofrendo por um, dois ou até três dias. Questionado sobre algum plano para auxiliar a solução do problema, Alexandre respondeu de forma cautelosa “(…) o governo precisa fazer o diagnóstico do motivo da falta d’água. O superintendente da SAE já esteve na Câmara Municipal e muito foi falado em descobrir primeiro se há a perda dessa água, se falta saneamento, vários problemas já foram apontados e se faz necessário uma solução o mais rápido possível. O que vimos é que será um desafio muito grande, mas a médio e longo prazo há a chance de acabar de vez com o problema. Acredito que nenhum prefeito, nenhum gestor quer que o seu município fique sem água. A SAE enfrenta muitos problemas, inclusive com o Ministério Público, foi necessário equilibrar as contas para que um investimento fosse feito. Os macromedidores estão chegando agora em janeiro para que se faça uma leitura precisa, se está havendo perda e quanto dessa água realmente vem se perdendo, e só depois disto poderemos diagnosticar o problema e pensar em uma solução. E vamos fiscalizar se o Poder Executivo está realmente realizando ações para que o problema seja definitivamente resolvido, pois esse é o verdadeiro papel da Câmara dos Vereadores” – esclareceu.

Alexandre Enfermeiro estará à frente da Câmara Municipal pelos próximos dois anos e disse a nossa reportagem que se dividirá entre seu trabalho com a saúde e a Câmara Municipal, e que continuará acessível à população ourinhense da mesma forma. “Não podemos perder o foco no coletivo, a população nos elegeu para ser representada e assim continuaremos trabalhando”.

© 1990 - 2023 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.