terça, 23 de abril de 2024

Ourinhenses reclamam nas redes sociais sobre o abandono do CSU de Ourinhos

Com imagens feitas pelo celular e chamando a atenção dos moradores da região, um jovem percorreu o local mostrando as condições atuais das dependências do que já foi o “Clube da Barra Funda”

 

José Luiz Martins 

 

Uma postagem nas redes sociais na última semana chamou a atenção de centenas de ourinhenses com o destino que tomou a antiga sede e todas as dependências do Centro Social Urbano (CSU), localizado na Barra Funda.

Com várias fotos e um vídeo de mais de 20 minutos, o internauta reclamava das condições de abandono do espaço público que no passado promovia inclusão social por meio de inúmeras atividades de recreação e lazer, esportivas, educativas e de assistência. 

 

Com imagens feitas pelo celular e chamando a atenção dos moradores da região, o jovem percorreu o local mostrando as condições atuais das dependências do que já foi o “Clube da Barra Funda”.

“Para quem conhece, que moram em Ourinhos, todos sabem o que foi esse lugar, eu acho que deve ser um dos últimos do Estado de São Paulo que está desativado. Olha é um descaso tremendo da gestão municipal junto com a gestão estadual porque, dizem, que a prefeitura tem autorização total do estado para estar colocando em manutenção e funcionamento, mas pelo que a gente vê é isso, há quase 20 anos”, reclamou o autor da postagem.

Construído pelo governo paulista entre os anos de 1979 e 1980, ano de sua inauguração durante o mandato do Eng. Aldo Matachana, a obra era parte do Programa Nacional de Centros Sociais Urbanos – CSU iniciado em 1975 sob a ditadura militar com o General Ernesto Geisel presidente da República.

A finalidade dos CSUs era promover a integração social nas cidades, através do desenvolvimento de atividades comunitárias nos campos da educação, cultura e desporto, da saúde e nutrição, do trabalho, previdência, assistência social e da recreação e lazer.

“Quando ainda adolescente fui aluno do CSU e acho uma judiação aquele grande espaço estar abandonado, sendo que poderia habitar projetos e estrutura de utilidade pública”, disse outro navegante do Facebook.

 

Descaso estadual e municipal

Décadas se passaram e houve períodos de aproveitamento subutilizado das instalações pela prefeitura sem a preocupação efetiva de conservação e melhorias. Porém, passadas várias administrações o interesse dos governantes pelo aproveitamento da estrutura e tudo o que o CSU poderia oferecer à comunidade foi se extinguindo.

O resultado é que o abandono de degradação de duas piscinas, uma quadra poliesportiva, campo de futebol, cancha de bocha, área verde (mato), amplo salão de eventos, cozinha, várias salas de aula, banheiros, cantina, estão em estado de descuido e depredação sem as mínimas condições de uso.

“Olha isso gente dá vontade de chorar quando eu vejo essa situação aqui, nós poderíamos ter um espaço onde a população poderia ser beneficiada, para se encontrar, praticar recreação, esporte, lazer e nós não temos nada por falta do interesse público, seja estadual seja municipal”, comentou o internauta.  

 

O que diz a prefeitura e o governo do estado

Em janeiro de 2020 a Prefeitura de Ourinhos divulgou a notícia de que o processo de transferência da área do CSU (Centro Social Urbano), de propriedade do Estado de São Paulo para o Município de Ourinhos estava em fase final de análise. 

Segundo o divulgado há mais de três anos, a documentação tramitava nos finalmente na Coordenadoria Jurídica da Secretaria Estadual de Esportes e, caso aprovada, a Prefeitura de Ourinhos poderia iniciar as obras para transformar o local em área de lazer para a população.

No ano anterior (2019) a Câmara Municipal chegou a aprovar o projeto de lei que autoriza a Prefeitura de Ourinhos a receber o terreno do CSU e todas as benfeitorias implantadas e instaladas no Centro Social Urbano. 

Pelo Art. 2º da Lei complementar nº 1.051, de 16 de outubro de 2019, o município ficaria responsável por todos os encargos de manutenção, revitalização e implantação de atividades esportivas e culturais no Centro Social Urbano. 

 

Ainda nas “tratativas finais” 

Na manhã da última terça-feira, 14 de março, a reportagem do Negocião entrou em contato com a Coordenadoria de Comunicação da prefeitura solicitando informações sobre como anda o processo de doação do CSU ao município.  

A informação passada é de que estão nas tratativas finais junto ao Governo do Estado para o município assumir o Centro Social Urbano de Ourinhos. 

Também procuramos a mesma informação via e-mail da assessoria de imprensa junto a Coordenadoria Jurídica da Secretaria Estadual de Esportes, mas até o fechamento desta edição não houve retorno à reportagem.

PreviousNext

 

© 1990 - 2023 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.