terça, 23 de julho de 2024

Pessoa em situação de rua utiliza área verde para moradia no Jardim Santa Fé

Publicado em 02 abr 2019 - 05:31:51

           

Letícia Azevedo 

O Jornal Negocião apurou uma denúncia a respeito de um morador de rua que se instalou em uma área verde no Jardim Santa Fé em Ourinhos, onde montou uma barraca de camping e colocou algumas lonas para se proteger das variações climáticas, porém sem nenhum tipo de saneamento básico, sem energia elétrica e sem condições para alimentação.

No local, abordado pela reportagem, o indivíduo afirmou que não tinha nenhum documento, não quis se identificar, mas contou que está ali há pouco mais de um mês, mas não conseguiu dar maiores informações sobre sua atual situação e apresentou um pouco de confusão mental. 

A área verde é utilizada pelos próprios comerciantes e moradores das redondezas como estacionamento, para aproveitar a sombra que a arborização proporciona. Todos relataram que o homem não traz nenhum tipo de perturbação à ordem e nem incomoda quem passa pelo terreno, mas que a denúncia foi feita no sentido de buscar ajuda ao rapaz e evitar transtornos futuros. 

Em contato com o Serviço Especializado de Abordagem Social, executado pelo Núcleo de Atendimento à Infância, Adolescência e Adultos – NAIA, foi informado que é realizado diariamente busca ativa no município com o objetivo de abordar pessoas em situação de rua, garantir-lhes direitos e facilitar acesso à rede socioassistencial e demais políticas públicas, além de receber solicitações de abordagens por meio de contato telefônico. 

No momento em que o morador de rua é localizado, a equipe realiza o primeiro contato, colhe as informações necessárias, realiza as orientações e encaminhamentos. Vale ressaltar que o serviço não atua de maneira coercitiva, mas respeita a vontade da pessoa. 

Um dos locais para onde a equipe mais realiza encaminhamento é ao Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua – Centro Pop, onde o atendido tem acesso à higiene, alimentação, psicólogas e assistentes sociais, além de ser solicitada documentação. Em casos de migrantes, é ofertado a passagem social. 

O Setor de Assistência Social faz questão de explicar que nada pode ser feito pelo indivíduo que está em situação de rua, se não tiver o pleno consentimento do mesmo, e que a adaptação no Centro POP normalmente é difícil para eles, pois lá os horários são todos regrados, tanto para banhos como para alimentação, e também não são permitidos o uso de drogas e nem de bebidas alcoólicas nas dependências, motivo pelo qual muitos não se adaptam e preferem continuar nas ruas. 

É importante ressaltar que qualquer munícipe pode comunicar o Serviço Especializado de Abordagem Social ao encontrar um indivíduo nestas condições através do telefone (14) 99605-6840, e o horário de funcionamento é de segunda a sexta-feira das 8h às 12h e das 13h30 às 17h30.

© 1990 - 2023 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.