sexta, 01 de março de 2024

Prefeito de Marília decide voltar atrás e comércio permanece fechado

Decisão foi tomada na manhã desta segunda-feira, 30, após reunião com o comitê de enfrentamento ao coronavírus

 

 

Marcília Estefani

 

Daniel Alonso, Prefeito de Marília, voltou atrás de sua decisão de reabrir o comércio da cidade. A deliberação foi anunciada após reunião na manhã desta segunda-feira, 30, no auditório do gabinete, com o comitê gestor do enfrentamento ao coronavírus.

Estiveram presentes representantes da saúde, presidente da Câmara, presidente da Acim, PM, Procon e entidades religiosas.

Representantes de diferentes instituições já haviam se manifestado oficialmente pelo isolamento, como o Hospital das Clínicas (HC/FAMEMA), a OAB (Ordem dos Advogados do Brasil, subseção Marília), Defensoria Pública, entre outros.

A Procuradoria de Justiça do Município orientou o fechamento do comércio, já que a determinação do decreto do governador do Estado possui abrangência no âmbito de todos os municípios, sendo portanto norma cogente de aplicação imediata.

Na reunião com o comitê também foi apresentada a decisão da Justiça em São Paulo que, a pedido do Ministério Público em ação civil pública, solicitou que o governo estadual faça a fiscalização e cumprimento das medidas de restrição.

O prefeito declarou em live nas redes sociais, que em momento algum teve intenção de furar ou relaxar a quarentena do estado. “Importante deixar claro que a nossa quarentena se encerraria nesta semana (…) nós iniciamos nossa quarentena antes do estado de São Paulo, por isso temos hoje um número controlado de casos suspeitos de coronavírus”.

Ele afirmou ainda que existe sim um projeto de volta gradual das atividades, dentro das medidas de prevenção e tomando todos os cuidados para que as empresas não entrem em falência, mas a quarenta do município será prorrogada para que se alinhe com a do Estado até o dia 7 de abril.

 

© 1990 - 2023 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.