domingo, 14 de abril de 2024

Sábado, 11/3, tem espetáculo “Andêmos” no Teatro Miguel Cury

A peça tem entrada gratuita e traz relatos de gente que deixou a terra natal para viver um sonho, um amor ou simplesmente uma nova tentativa de sobrevivência

 

Da redação

 

O Teatro Municipal Miguel Cury será palco, no sábado, 11 de março, de duas apresentações do espetáculo “Andêmos”, do grupo Gato Coletivo Artístico, que conta três histórias de pessoas comuns que vivenciam o heroísmo diário de migrarem de suas terras de origem e buscarem uma vida melhor, longe de casa. A entrada é franca.

O espetáculo, apresentado em duas sessões, às 19h00 e às 21h00, relata a trajetória dos personagens Tereza e Inácio que são da época dos povoados, e fogem para viver um romance; Francisca se desloca com a filha pequena, em um momento em que pessoas deixam o campo para trabalhar nas fábricas da cidade, em busca do sustento para ela e a filha, como mãe solo.

 

 

Já Rafaela retrata o momento atual, no qual a relação tempo/espaço é comprimida pelo uso de aviões, celulares e outras tecnologias. Após namorar quatro anos pela internet, ela cruza o país para viver o casamento.

São relatos de gente que deixou a terra natal para viver um sonho, um amor ou simplesmente uma nova tentativa de sobrevivência. Baseado em entrevistas feitas no interior do estado com personagens reais, o texto do ator e dramaturgo Anderson Zotesso toca o público ao reunir memórias, afetos, experiências de vida e expressões culturais que, mesmo deslocadas, seguem caminho nas malas dos migrantes.

“Mostrar a vida de pessoas comuns é relevante e necessário. É por meio da oralidade que transmitimos os modos de ser e de viver dos humildes e iletrados, contribuindo para impedir o apagamento de suas narrativas, memórias e identidade. Andêmos exalta essa oralidade por meio do teatro”, diz Zotesso.

A peça ainda traz toda a trilha sonora e sonoplastia executadas ao vivo, com viola, violão, sanfona, saxofone e instrumentos de percussão, fortemente inspirada pela cultura camponesa/caipira e o samba de bumbo (ou samba rural paulista).

A convite do Gato Coletivo Artístico, Alice Possani (Matula Teatro) assina a direção artística, enquanto Felipe Macedo (Cia. Histriônica) é o diretor musical. Também compõem o elenco Anderson Zotesso (dramaturgo), Islaine Garcia, Guilherme Campos, Thairine Barbosa, Regina Lima (musicista) e Quesia Botelho (atriz convidada – Cia. Histriônica).

A classificação indicativa é livre para todos os públicos. Duração: 60 min.

A obra é resultado do Projeto “Aqui Somos Todos Migrantes”, premiado no edital ProAC 2017 – Produção de Espetáculo Inédito e Temporada Teatral. Também foi contemplada pelo Edital de Internacionalização ProAc 2018 e circulou por três cidades do México.

© 1990 - 2023 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.