terça, 21 de maio de 2024

Através de um bilhete deficiente auditivo anuncia assalto em farmácia de Ourinhos

Com gesto o homem pediu papel e caneta e escreveu: “Fica em silêncio, estou armado, me dá tudo o que você tem”

 

Marcília Estefani

 

Na madrugada desta sexta-feira, 13/8, policiais militares prenderam um homem de 33 anos, deficiente auditivo, após tentativa de roubo em uma farmácia da região central de Ourinhos.

De acordo com boletim de ocorrência, o suspeito adentrou a farmácia Drogasil na Rua Antonio Prado, por volta das 23h30 da quinta-feira, 12, se colocando diante da geladeira de produtos alimentícios. A balconista foi até ele, disse ‘boa noite’ por duas vezes, mas o rapaz não se manifestou, tendo a moça concluído se tratar de alguém surdo-mudo.

 

 

Ela retornou ao balcão, momento em que o homem se aproximou e com gestos pediu papel e caneta, anunciando o assalto através de um bilhete que dizia: “Fica em silêncio, estou armado, me dá tudo o que você tem”.

Ao ler o bilhete, a atendente fez sinal com a mão de que não tinha nada, já que a gaveta do caixa só abre quando é passada uma compra, dizendo ainda baixinho “não tem como”.

Ao trocar olhares com uma colega de trabalho, a outra moça se aproximou e o rapaz deixou o local sem levar nada.

A polícia foi acionada via Copom e com a descrição do a acusado, que usava um boné com o nome ‘Rafael’, deu início às buscas, encontrando-o na Rua São Paulo, próximo ao cruzamento da Rua Paraná.

Ele foi levado até a Central de Polícia Judiciária (CPJ), onde foi reconhecido pela atendente. O interrogatório aconteceu com a presença do pai do autor e uma intérprete de libras por conta da dificuldade de comunicação.

O rapaz, que é natural de Guarapuava/PR, e trabalha como operador em uma indústria ourinhense, foi preso e encaminhado à cadeia pública de São Pedro do Turvo, onde aguarda por audiência de custódia.

 

© 1990 - 2023 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.