domingo, 14 de abril de 2024

Empresário é detido acusado de vender produtos alimentícios em condições impróprias

No local foram apreendidos 634 Kg de matéria-prima e produtos prontos para consumo

 

Da redação

 

Na tarde da terça-feira, 17/9, o proprietário de uma padaria na Vila Brasil foi detido em flagrante após várias denúncias de que no estabelecimento eram vendidos produtos fora de validade e produzidos com material impróprio para o consumo.

Investigadores da Polícia Civil estiveram no local, onde encontraram agentes da Vigilância Sanitária de Ourinhos que foram averiguar a denúncia de uma cliente que afirma ter comprado no local um salgado estragado.

No local foram apreendidos 634 Kg de matéria-prima e produtos prontos para consumo considerado impróprios, como farinha de trigo, mistura para bolos, caldas para cobertura, mistura para pão, creme de confeiteiro, além de presunto, queijo e margarina não refrigerada.

Questionado, o comerciante, um homem de 44 anos, relatou que havia adquirido o estabelecimento há oito meses e que os produtos em questão não eram usados na produção dos alimentos. Porém, os agentes da vigilância sanitária constataram que matéria-prima vencida estava sendo utilizada para confecção de produtos para venda posterior.

O empresário foi conduzido à Central de Polícia Judiciária para o registro dos fatos, sendo preso em flagrante pelo crime contra as relações de consumo. Posteriormente, através de um acordo com o Ministério Público, o homem foi liberado.

 

© 1990 - 2023 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.