sábado, 13 de abril de 2024

Jovem armado invade escola em Ipaussu e deixa duas professoras feridas

Crime aconteceu na noite da quarta-feira, 14/12. O alvo era a diretora da escola

 

Marcília Estefani

 

Na noite da quarta-feira, 14/12, um jovem de 22 anos invadiu uma escola em Ipaussu, armado com uma faca, um canivete e um simulacro de arma de fogo, e esfaqueou duas funcionárias. O rapaz foi identificado e preso, após fazer um outro professor refém. O alvo principal, a diretora da escola, não estava no local no momento do crime.

Tudo aconteceu por volta das 20h20 na Escola Estadual Prof. Julio Mastrodomênico, localizada na Rua Domingos Fernandes, no centro da cidade. O autor, Thiago Oliveira Silva, entrou na unidade escolar pulando o muro de uma das laterais do imóvel.

 

Não havia alunos no interior da unidade apenas os professores

 

Ficaram feridas a professora Beatriz Bello de Miranda, 26 anos, que sofreu ferimentos na escápula esquerda, braço esquerdo, abdômen, lateral da coxa esquerda e teve o pulmão perfurado precisando passar por um procedimento cirúrgico na Santa Casa de Ourinhos. Seu quadro atual é estável.

 

Professora Bia Bello, de Santa Cruz, está internada na Santa Casa de Ourinhos

 

Já a vice-diretora Luciene Rose de Lemos, 43 anos, teve ferimentos no braço direito, ombro direito e lesão no joelho direito. Ela foi socorrida à Santa Casa de Ipaussu, onde permanece em recuperação.

 

Luciene foi socorrida à Santa Casa de Ipaussu onde se encontra internada

 

Um professor, Danilo Lincon Appolinário Quebra, 27 anos, chegou a ser feito refém, ameaçado por Thiago com um canivete no pescoço, libertado com a chegada da polícia, após negociação com o autor.

O professor relatou que foi ameaçado também com uma arma de fogo (simulacro), com a qual o agressor havia batido na sua cabeça quando o mesmo tentava dominar Thiago, logo depois das professoras serem agredidas e feridas.

O indiciado chegou a afirmar para a polícia que tinha como alvo, a diretora Regina Carla Sartori Baggio, que não estava na escola no momento dos fatos, chegando posteriormente. Segundo a diretora, há dez anos, quando trabalhava em uma outra escola, ela teve problemas com Thiago, que havia traçado um plano e ameaçado funcionários daquela unidade de ensino. Na época, inclusive, foi registrado um boletim de ocorrência de ato infracional.

 

Thiago Oliveira Silva pulou o muro para entrar na unidade escolar

 

Questionado sobre esses fatos, o rapaz confirmou a veracidade e que estes seriam sim a motivação do crime registrado nesta quarta-feira, e que queria realmente matar a diretora Regina Carla.

No local dos fatos foram apreendidos o canivete, o simulacro e o aparelho celular de Thiago, bem como imagens do circuito de monitoramento do prédio, onde ficou registrada toda a ação.

 

Armas apreendidas no local do crime

 

A ocorrência foi registrada na Central de Polícia Judiciária (CPJ) de Ourinhos, onde foi deliberada prisão em flagrante do autor, acusado de tripla tentativa de homicídio e ameaça, sendo recolhido à Cadeia Pública de São Pedro do Turvo, onde aguarda por audiência de custódia.

 

© 1990 - 2023 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.