quinta, 18 de abril de 2024

Motorista responsável por acidente com 4 vítimas na BR-153 é liberado após audiência de custódia

Homem dirigia um caminhão em alta velocidade e realizou ultrapassagem irregular

 

Da redação

 

José Baldoino Rezende, 74 anos, foi liberado provisoriamente após audiência de custódia. Ele é acusado de homicídio culposo e lesão corporal no resultado do trágico acidente que deixou quatro mortos. De acordo com a Polícia Civil, Rezende estava executando uma ultrapassagem irregular e em alta velocidade, o que causou uma série de colisões. Três das vítimas eram membros de uma mesma família. A juíza Lucillana Lua Roos de Oliveira tomou a decisão de conceder a liberdade provisória.

 

 

O motorista foi preso em flagrante na manhã de terça-feira, 22/8, após ser liberado do hospital Santa Casa de Ourinhos (SP). Posteriormente, ele foi suspenso na prisão de Lutécia (SP) antes de ser liberado. José também realizou um teste de alcoolemia com resultado negativo.

O engavetamento ocorreu no quilômetro 314 da BR-153, próximo ao trevo de Campos Novos Paulista (SP), por volta das 13h da segunda-feira, 21/8. O trecho estava com obras em andamento, e o tráfego estava sendo regulado por sistema pare e siga.

Segundo informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), José Baldoino Rezende conduzia um caminhão baú no sentido Marília (SP) quando perdeu o controle dos freios durante uma ultrapassagem irregular, desencadeando uma série de colisões que envolveu três veículos de passeio e outro caminhão que estava parado devido às obras.

Apesar dos alertas dos trabalhadores do local, o motorista estava viajando a uma velocidade de 100 km/h em uma área com limite de velocidade de 80 km/h. Além disso, ele realizou a ultrapassagem em um ponto onde a pista estava interditada.

Quatro mortes foram confirmadas no local do acidente. Três das vítimas eram membros de uma mesma família: a professora da rede municipal de ensino de Ipaussu (SP), Vilma Bacochina Carrara, de 58 anos, e seus pais, Adelina Bacochina e João Bacochina, ambos com 82 anos. A quarta vítima, Gustavo Araújo de Castro, de 38 anos, estava em outro veículo.

 

 

A Prefeitura de Ipaussu usou as redes sociais para expressar sua tristeza pela perda da professora e de seus familiares. A administração também emitiu um decreto de luto oficial de três dias.

 

 

“É com grande pesar que compartilhamos a notícia do falecimento da professora Vilma Bacochina Carrara e de seus familiares. Hoje, não perdemos apenas uma educadora excepcional, mas também uma fonte de inspiração para todos nós. Sua dedicação aos alunos da rede municipal de ensino era realmente admirável. Ela deixou um legado inestimável em nossos corações e mentes, moldando o futuro de tantos”, declarou parte da nota.

 

 

O marido de Vilma, Paulo Carrara, foi socorrido e levado à Santa Casa de Ourinhos, onde permanece em estado grave. Ele estava no veículo com a esposa e seus sogros, todos indo para uma consulta médica em Marília.

Além das quatro fatalidades, outras três pessoas ficaram feridas e continuam hospitalizadas na Santa Casa de Ourinhos. São eles Lucas Seabra Goulart da Silva, de 23 anos, e sua mãe, Silvana Seabra Goulart da Silva, de 54 anos, que estavam no terceiro veículo atingido. O vendedor ambulante Claudino Lopes, de 57 anos, que estava presente no local no momento do acidente, também foi atingido pelos veículos.

(Com informações da Santa Casa de Ourinhos, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Civil, Fórum de Palmital e Concessionária Triunfo. Fotos: Redes Sociais e Polícia Rodoviária Federal)

© 1990 - 2023 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.