terça, 23 de abril de 2024

Polícia Civil prende suspeito de envolvimento na morte de transexual em Santa Cruz do Rio Pardo

Acusado foi preso em um condomínio na cidade de Hortolândia

 

Da redação

 

Policiais Civis de Santa Cruz do Rio Pardo foram até a cidade de Hortolândia no último sábado, 1º de julho, e deram cumprimento a mandado de prisão decorrente de investigações sobre homicídio qualificado ocorrido em abril, ocasião em que uma transexual conhecida por Mimi foi morta por disparos de arma de fogo pelas costas.

Segundo as investigações os assassinos são naturais da cidade de Santa Cruz do Rio Pardo e estavam em uma motocicleta, sendo que o condutor do veículo foi preso no mês de junho. No sábado o investigado de efetuar os disparos foi capturado em um condomínio de Hortolândia.

 

 

A polícia também trabalha com a possibilidade de o crime ter sido encomendado mediante pagamento de recompensa. O suspeito de ter sido o mandante teve a prisão temporária decretada, mas se encontra foragido. A motivação do homicídio ainda não foi esclarecida.

 

RELEMBRE O CASO – Uma transexual de 45 anos, conhecida como “Mimi” foi encontrada sem vida no interior de seu veículo, no Jardim São João em Santa Cruz do Rio Pardo.

 

 

Acionados para o local dos fatos, as autoridades policiais encontraram a vítima em decúbito dorsal, posicionado na parte do seu corpo paralelamente sobre o banco do motorista do veículo Fiat Palio de cor azul, estando a parte deste lado aberta e a parte inferior do seu corpo posicionado para fora. Foi verificado a existência de cinco perfurações na região das costas, produzidas por disparo de arma de fogo. Nas imediações não havia residências próximas e nem câmeras que pudessem auxiliar nas investigações.

Uma sobrinha da vítima compareceu ao local, a quem foi entregue o veículo e pertences pessoais que estavam no interior o carro, como 2 bolsas, isqueiro, maço cigarro, R$ 52,00.

De acordo com o boletim, as diligências prosseguiram na residência da vítima, onde foi mantido contato com sua irmã e vistoriado o dormitório da transexual, sendo apreendido um cupom de compra realizada na data do dia 18/4, no valor de R$ 107,59. Foi apurado ainda que Mimi era usuária de drogas.

© 1990 - 2023 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.