quinta, 18 de abril de 2024

Polícia localiza objetos roubados em residência do Jardim América no dia 1º/12 em plena luz do dia

Ação contou com a participação de três indivíduos, sendo que dois deles já foram identificados

 

Marcília Estefani

 

Na madrugada desta terça-feira, 6/12, policiais militares, através de denúncia anônima, localizaram algumas joias roubadas de uma residência na Rua Eurico Amaral dos Santos, na manhã do dia 1º de dezembro, quando uma adolescente de 14 anos estava sozinha em sua casa. Dois acusados foram identificados, mas ninguém foi preso até o momento.

De acordo com a primeira edição do boletim de ocorrência, registrado na manhã do dia 1º/12, após a ação dos bandidos pela proprietária do imóvel, A.L.S., sua filha estava sozinha em casa naquela manhã, ainda dormindo, quando, por volta das 9h40, ouviu latido dos cachorros e se levantou. Ao chegar na cozinha do imóvel, visualizou dois indivíduos em cima do muro, que imediatamente pularam para dentro do quintal.

Em seguida, um deles pegou uma faca da cozinha, ameaçando a vítima e pedindo que ela “mostrasse onde estavam as coisas”. A menina então levou-os até seu quarto, onde haviam alguns pertences que foram pegos pelos bandidos, momento em que eles ordenaram que ela ficasse no quarto.

A dupla então passou a revirar o imóvel e, segundo a vítima, antes de saírem eles trancaram a porta do quarto e disseram para ela não gritar e que assim que fossem embora eles mesmos acionariam a polícia.

A garota, ao perceber que estava novamente sozinha, pulou a janela do quarto e pediu ajuda aos vizinhos. Posteriormente a família tomou conhecimento através de populares, que havia um terceiro indivíduo do lado de fora do portão durante o roubo.

A adolescente descreveu os ladrões como sendo dois homens magros, cerca de 1,70m de altura, rostos finos, ambos sujos, com boné, bermuda e camiseta de mangas curtas. Um indivíduo foi reconhecido.

Da residência foram subtraídos R$ 10.000,00 em dinheiro, cerca de 20 anéis de ouro, cerca de 5 pulseiras em ouro, cerca de 150 brincos em ouro e semijoias, 4 cordões de ouro, uma aliança em ouro, 1 anel tipo chuveiro de brilhantes, 1 anel de coração com brilhantes.

 

DESDOBRAMENTOS DO CASO – Na madrugada desta terça-feira, 6/12, foi registrada a segunda edição do boletim de ocorrência referente a este caso, onde os policiais relataram que receberam informações anônimas dando conta que um dos suspeitos, identificado por L.B.P., teria entrado na Associação de Moradores da Vila Boa Esperança portando uma sacola plástica, saindo de lá sem nada em mãos.

A equipe tentou localizar o acusado e não encontrando, se dirigiram até o local citado, onde encontraram uma sacola com relógios e diversas peças aparentando ser semijoias, além de 3 aparelhos celulares.

O caso foi apresentado na Central de Polícia Judiciária (CPJ), onde também compareceram as vítimas, que reconheceram todos os itens. Um outro suspeito também foi reconhecido por meio de fotos.

O primeiro acusado, L.B.P., seria, segundo a vítima, o que teria se apoderado da faça e ameaçado a garota. Eles não foram localizados até o momento.

© 1990 - 2023 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.