sábado, 13 de abril de 2024

Polícia Militar prende indivíduos por receptação em Ourinhos

Joias adquiridas pelos receptadores por R$ 10,00 valiam em torno de R$ 20.000,00

 

Da redação

 

No início da noite de segunda-feira, 07 de novembro, equipes de Força Tática do 31º BPM/I realizaram diligências que ocasionaram a localização de três homens que foram presos em flagrante delito pelas práticas de furto e receptação.

As ações, realizadas na Rua Moacir Cassiolato, Parque Minas Gerais, propiciaram ainda, a recuperação de diversos bens subtraídos de uma residência na Rua José do Patrocínio, Parque Minas Gerais, durante a segunda-feira.

Ao realizarem patrulhamento em busca dos suspeitos, a equipe foi informada que três jovens, dois deles de 26 anos e um de 19 anos, já conhecido por manter envolvimento com o tráfico de drogas, estariam com alguns produtos subtraídos do imóvel furtado e que teriam trocado por drogas.

 

Na residência da Rua Moacir Cassiolato, foi abordado um dos indivíduos, que afirmou ter adquirido um tanquinho de lavar roupas e duas latas de tinta com 18 litros cada pelo valor de R$ 150,00.

Um outro indivíduo, residente na Rua João Matias Graciano, Vl São Jorge, foi localizado em posse de uma “correntinha e um par de brinco de cor brilhante”, que ele confessou ter comprado por R$ 10,00.

 

 

Continuando as investigações, mais um rapaz foi identificado, morador na Avenida Henrique Migliari, Parque Minas Gerais, que confessou ter comprado uma pulseira amarela e 4 pingentes amarelos (semi-joias) também pelo valor de R$ 10,00.

Um homem que havia sido preso no período da tarde por tratar-se de pessoa procurada pela justiça, também foi reconhecido pela vítima como autor do furto em sua casa, sendo então feito um adendo de natureza furto a ocorrência de captura de procurado.

As joias furtadas e vendidas por R$ 10,00 aos receptadores, valiam em torno de R$ 20.000,00.

Indagados, dois dos indiciados reconheceram, através de foto armazenada no celular de um dos policiais, uma pessoa de nome Diego, que teria vendido os objetos a eles. Todos os itens foram apreendidos pela polícia e após providências cartorárias na Central de Polícia Judiciária, foram restituídos ao seu legítimo dono.

Diante dos fatos apurados, os indiciados acabaram autuados em flagrante pelo crime de receptação. Foi arbitrada fiança no valor de 1 salário mínimo para cada um, porém não foi apresentada, sendo assim o trio recolhido à Cadeia Pública de São Pedro do Turvo.

© 1990 - 2023 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.