segunda, 17 de junho de 2024

Faesp reforça a necessidade de produtores rurais nos comitês de bacias hidrográficas

Estimular a participação dos sindicatos e produtores rurais nos Comitês de Bacias Hidrográficas permite e torna legítima a tomada de decisões referentes a gestão dos recursos hídricos no estado de São Paulo

 

Mário Teixeira

Criar estratégias para estimular uma participação mais ativa dos produtores rurais nas tomadas de decisões dos comitês de bacias hidrográficas em São Paulo. Essa foi a tônica da reunião da Comissão Técnica de Meio Ambiente, Recursos Hídricos e Energia da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de São Paulo (Faesp), nesta quinta-feira (09).
Entre as questões nas apresentações da assessora técnica da Comissão Nacional de Irrigação da CNA, Jordana Girardello, e do gerente do Departamento de Sustentabilidade da Faesp, José Luiz Fontes, estão os problemas com a outorga para produtores rurais. Para ambos, é essencial que se rediscuta vários pontos da legislação de uso da água no estado de São Paulo, que ainda é da década de 1990.
“Importante que os produtores e demais usuários de recursos hídricos no meio rural tenham voz e voto nas decisões dos comitês de bacias hidrográficas para conferir efetividade à política estadual de recursos hídricos. Num momento em que se pretende implementar a cobrança do uso da água pelos produtores rurais, precisamos que haja contrapartidas importantes para o campo, como o saneamento”, frisou Fontes.
O presidente da Faesp, Tirso Meirelles, lembrou que o lançamento do Plano Estadual de Irrigação Sustentável (Irriga+ SP), durante a Agrishow, em Ribeirão Preto, abre um espaço importante para que os produtores contribuam de forma positiva para a construção de uma legislação mais moderna, que reflita as questões deste século.
“Temos de fazer um trabalho didático com a sociedade, para mostrar a importância da agricultura. Para isso, é necessário traçar estratégias que reforcem a voz dos produtores e os coloquem como personagens vitais na discussão de uma nova política”, concluiu Tirso Meirelles.

 

Comissão Técnica

© 1990 - 2023 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.