segunda, 17 de junho de 2024

Falta de água e Lei da Libras são os assuntos que agitaram a sessão da Câmara

Juliana Neves

 

Na noite da última segunda-feira (18), um dos assuntos principais da sessão da Câmara de Ourinhos foi a falta de água em diversos bairros durante o final de semana e em dias comuns. Os vereadores cobraram mudanças para resolução deste problema o mais rápido possível, pois há um registro de, aproximadamente, 20 a 50 bairros com falta d’água.

Outros disseram que reconhecem os esforços da Superintendência de Água e Esgoto de Ourinhos (SAE) e da Prefeitura para que o problema seja solucionado o mais rápido possível, pois estão observando e esperando as obras relacionadas a construção de poços artesianos.

Perante este assunto, foi aprovado a possibilidade de se discutir na próxima reunião da CPI da SAE a contratação de uma consultoria independente para realizar levantamentos sobre a situação da água na cidade, e a parte estrutural e financeira da SAE.

Outra decisão importante foi sobre a Lei da Libras. O projeto original proporciona uma confusão que foi criticada, pois entende-se que cada estabelecimento, de atendimento ao público, teria que ter pele menos um funcionário de conhecimento avançado para atender as pessoas surdas nas lojas. Então, foi aprovado que cada estabelecimento teria que ter pelo menos um funcionário com conhecimentos básico em Libras para realização adequada de um atendimento. Além de que o prazo para adquirir o conhecimento foi estendido.

© 1990 - 2023 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.