quinta, 23 de maio de 2024

Triunfo Transbrasiliana lança campanha para reforçar o enfrentamento às violações de direitos de crianças e adolescentes

A Triunfo Transbrasiliana, Concessionária que administra a BR-153/SP, tem o compromisso de implementar iniciativas voltadas para a promoção do Sistema de Garantia de Direitos de crianças e adolescentes brasileiros junto aos seus diversos públicos de relacionamento e, constantemente, desenvolve ações para ampliar sua atuação nesta causa.

Signatária do Pacto Empresarial Contra a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes nas Rodovias Brasileiras, por meio do Programa Na Mão Certa, iniciativa da Childhood Brasil, a empresa lança neste mês uma campanha educativa que reforça com os seus usuários e a sociedade em geral sobre a importância de denunciar situações de abusou ou exploração sexual contra crianças e adolescentes, por meio da canal de denúncias Disque 100. A campanha será divulgada nos canais institucionais de comunicação como: site, painéis de mensagens variáveis (PMV’s), perfil no Twitter (@br153sp), no Instagram (@Triunfo Transbrasiliana) e no LinkedIn.

Além de atuar junto à causa com diversas iniciativas ao longo do ano, entre elas: a divulgação do canal de denúncias Disque 100, que é impresso no verso de todos os recibos de pagamento de pedágio, a Companhia desenvolve, desde 2018, o projeto “Agentes de Proteção”. Em parceria com o Instituto Triunfo, a projeto capacitou 100% dos profissionais da empresa como agentes no enfrentamento à exploração sexual de crianças e adolescentes nas rodovias, sendo reconhecido nacionalmente.

Números importantes

De acordo com o Disque 100, estima-se que apenas 7 em cada 100 casos de exploração sexual são denunciados no Brasil. Outro dado assustador, da ONG Darkness to Light, é de que a cada 10 crianças e adolescentes, uma será sexualmente abusada antes de completar 18 anos.

A violação de direitos contra meninos e meninas ocorre tanto por meio do abuso sexual intrafamiliar ou interpessoal, como na exploração sexual. Crianças e adolescentes vítimas de violência  sexual, por estarem vulneráveis, podem se tornar mercadorias e assim serem utilizadas nas diversas formas de exploração sexual como: tráfico, pornografia, prostituição e exploração sexual no turismo.

Como denunciar?

  • Se você SUSPEITAR que uma criança ou adolescente está sendo vítima de violências, denuncie. Os canais são: Conselho tutelar da sua cidade / Disque 100 / Ligue 180 / Aplicativo Direitos Humanos BR / Ouvidoria do Ministério de Direitos Humanos – ouvidoria.mdh.gov.br, Safernet – www.safernet.org.br, ou por meio da Delegacia Online do seu estado;
  • Se você PRESENCIAR ou TESTEMUNHAR uma situação de violência contra criança ou adolescente chame a Polícia Militar 190 ou, se estiver em uma rodovia, acione a Polícia Rodoviária;
  • Se você IDENTIFICAR um caso de violência online envolvendo uma criança ou adolescente, denuncie. Os canais são: Safernet – safernet.org.br, o aplicativo Direitos Humanos BR ou Delegacia Online.

 

Fonte: Triunfo Transbasiliana.

© 1990 - 2023 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.